Concordo com Passos Coelho…


Já não é a primeira vez que estou de acordo com o que Passos Coelho diz, o problema é que não estou de acordo com o que está por detrás do que ele diz.

Não posso estar mais de acordo, quando Passos Coelho diz que se deve responsabilizar criminalmente os governantes que contribuíram para o estado em que o País se encontra, e acrescento, que todos aqueles que roubaram os Portugueses e que tiveram atitudes com consequências negativas para o Estado Português, tendo empurrado o Povo Português para a miséria em que se encontram, também devem ser criminalizados…

Nesta criminalização deve ser usado um Código Penal justo, e não este, que foi aprovado para descriminalizar e favorecer os interesses de meia dúzia de pessoas em detrimento de milhões.

Código Penal que teve o aval do PS, PSD e CDS; Claro que o Passos Coelho ainda por cá não andava, só o seu formador ideólogo Ângelo Correia, é que se passeava por estas bandas.

Quanto à lei que não deixa criminalizar estas situações, não há problema pois, ultrapassa-se tal como foi ultrapassado o Código de Trabalho que de constitucional tem pouco, assim como o orçamento de estado que de constitucional nada tem. Orçamento que manda roubar os Trabalhadores Portugueses, e entregar o produto do roubo aos banqueiros e amigos…

Começávamos por criminalizar o Mário Soares, que ao longo dos anos, e em coligação com os interesses da burguesia e com os interesses Americanos, vendeu o País… ou seja vendeu o Povo Português.

A seguir, e para não perdermos tempo com outros entre tantos…

Criminalizávamos o Cavaco Silva, este é que levava uma pena… Precisava de reencarnar, pelo menos, 1000 vidas para a cumprir.

Cavaco Silva vendeu-nos completamente, fartou-se de negociar fundos da União Europeia e recebeu muitos milhões para acabarmos com a nossa produção agrícola (enquanto os Espanhóis recebiam para produzir); Negociou muitos milhões para abatermos a nossa frota pesqueira; Negociou muitos milhões para fazer das construtoras portuguesas, e seus amigos, empresas muito lucrativas e os trabalhadores que comessem betão.

Privatizou por meia dúzia de tostões, empresas essenciais à sobrevivência dos trabalhadores portugueses.

Enquanto que os novos donos pagaram o seu custo em um ou dois anos, e dai para a frente é só lucro. Lucro obtido através de empresas que foram constituídas e construídas através de muito dinheiro pago por todos nós, no entanto foram vendidas a estes senhores por meia dúzia de tostões.

Agora o estado nada lucra com elas, e os trabalhadores portugueses têm piores serviços e pagam muito mais caro por estes piores serviços… enquanto meia dúzia acumulam muitos milhões de lucros à custa da miséria de outros, que são os mais necessitados.

E muitos mais haviam para serem criminalizados.

É nisto que não estou de acordo com Passos Coelho. Pois para ele, estas não são as questões de fundo.

Aliás, a sua ideologia é a verdadeira responsável pelo estado em que está o País.

O PS tem, também, grande responsabilidade na situação actual.

O PS só utiliza o SOCIALISMO no nome do partido, quanto ao resto é um grande dinamizador e implementador da política de direita.

Quanto a Passos Coelho, será que concorda com a questão de fundo no que diz respeito às atitudes que os seus amigos tiveram e têm, em beneficio próprio, e contra os Portugueses?

Porque é que ele, por exemplo, não exige que a burla cometida no BPN, e que custou milhões aos Portugueses, tenha consequências sobre os verdadeiros responsáveis dessa burla, e que ele tão bem conhece?

O montante do desvio atribuído a Oliveira e Costa, Luís Caprichoso, Francisco Sanches e Vaz Mascarenhas é algo de tão elevado, que só a sua comparação com coisas palpáveis nos pode dar uma ideia da sua grandeza.

Com 9.710.539.940,09 € (NOVE MIL SETECENTOS E DEZ MILHÕES DE EUROS…..)

Poderíamos comprar 48 aviões Airbus A380 (o maior avião comercial do mundo);

Comprar 16 plantéis de futebol iguais ao do Real Madrid;

Construir 7 TGV de Lisboa a Gaia;

Construir 5 pontes para travessia do Tejo;

Construir 3 aeroportos como o de Alcochete.

Para transportar os 9,7 MIL MILHÕES DE EUROS seriam necessárias 4.850 carrinhas de transporte de valores!

Distribuído pelos 10 milhões de portugueses, caberia a cada um cerca de 971 € !!!

Deste modo pergunto, os Dias Loureiro e os Arlindos de Carvalho deviam ser, verdadeiramente, criminalizados?

Mas não era a isto que Passos Coelho estava a referir-se… bem sei…

Pois foram estes que o fizeram chegar, ao patamar que ele chegou…

Anúncios