Precariedade, caminho directo à escravidão…


Cada vez mais, vai engrossando no nosso pais a cultura Americana, eu sei que esta cultura dá muito jeito a muita gente, no entanto a nossa cultura e os nossos direitos estão a desaparecer, para não dizer que estão a ser roubados.

Estou a falar mais objectivamente no direito ao trabalho honesto, leal, e com direitos. No nosso pais, nesta data, reina a precaridade, pois hoje quem precisa de trabalhar é confrontado:

– Salários de miséria (Média de € 400,00);
Recibos verdes;
– etc…

E depois estas situações são vendidas ao candidato para o “emprego” como sendo muito beneficas para ele, e como a nossa cultura geral anda muito por baixo, estes candidatos ficam sem resposta …

Pois é, já não estamos naquele pais em que havia empresários, que queriam ter empresas com futuro, queriam pessoas que se identificassem com o desenvolvimento da empresa, que queriam criar “riqueza” junto com os seus empregados, para desta forma desenvolver a empresa e ao mesmo tempo dar estabilidade e condições aos seus empregados.


Agora dão nomes pomposos aos trabalhadores, ou seja aos seus colaboradores, para fazerem esquecer a existência dos trabalhadores e todos os direitos que foram adquiridos ao longo dos anos, sim porque agora até ao subsidio de almoço estes chamam de regalia.

Outra que está bastante na moda é o trabalho temporário, ou seja as empresas servem-se de trabalhadores que têm contratos mensais com uma empresa de trabalho temporário, para fazer todo o tipo de trabalho nessa empresa – perdão quanto à parte da Administração não corresponde à verdade – ou seja o lixado continua a ser o trabalhador, pois a empresa de trabalho temporário ganha o seu, que não é pouco, a empresa onde o trabalhador presta serviço esfrega as mão de contente, sendo que:

– Não tem encargos com este trabalhador (deduz a factura nos impostos);
– O trabalhador como está com esperanças em ficar efectivo nessa empresa, até limpa os sapatos ao patrão se for necessário;
– Consegue ter este empregado ao seu serviço anos e anos, sem ser responsabilizado;
– Os outros trabalhadores é que lhes dão formação e ainda fazem o seu trabalho, nem que para isso tenham que ficar depois do seu horário, sem receber um cêntimo;
– Quando este empregado ficar doente, é facil manda vir outro em sua substituição, quant ao anterior, que vá morres longe;
– etc……


Mas desengane-se quem pensa que não tem nada a ver com isto, pois é por estas e outras que as empresas e os serviços do nosso pais cada vez funcionam pior, cada vez existe mais incompetência, e cada vez pagamos mais caro.

Mas atenção, não pagamos mais caro por causa dos trabalhadores serem beneficiados, mas sim para cada vez mais o lucro dos mercenários, perdão, dos empresários ser maior……
Anúncios