Imagem

Finalmente, com o governo de Passos Coelho Portugal tem UM RUMO!

ATT00001

Anúncios

O gabinete do 1º ministro de Portugal !!!

E ainda dizem que o homem não cria emprego!…

O gabinete (não, não é do OBAMA ou do HOLLANDE, nem sequer da MERKEL!), é apenas do 1º Ministro português.

COMPOSIÇÃO DO GABINETE DO ”NOSSO” 1º-MINISTRO
Função
Nome
Idade
Nomeação
Vencimento
Chf,  Gabinete
Francisco Ribeiro de Menezes
46 anos
06-08-2011
4.592,43
Assessor
Carlos Henrique Pinheiro Chaves
60 anos
21-06-2011
3.653,81
Assessor
Pedro Afonso A, Amaral e Almeida
38 anos
18-07-2011
3.653,81
Assessor
Paulo João L, Rêgo Vizeu Pinheiro
48 anos
11-07-2011
3.653,81
Assessor
Rudolfo Manuel Trigoso Rebelo
48 anos
21-06-2011
3.653,81
Assessor
Rui Carlos Baptista Ferreira
47 anos
21-06-2011
3.653,81
Assessora
Eva Maria Dias de Brito Cabral
54 anos
12-10-2011
3.653,81
Assessor
Miguel Ferreira Morgado
37 anos
21-06-2011
3.653,81
Assessor
Carlos A Sá Carneiro Malheiro
38 anos
01-12-2011
3.653,81
Assessora
Marta Maria N, Pereira de Sousa
34 anos
21-06-2011
3.653,81
Assessor
Bruno V de Castro Ramos Maçaes
37 anos
01-07-2011
3.653,81
Adjunta
Mafalda Gama Lopes Roque Martins
35 anos
01-07-2011
3.287,08
Adjunto
Carlos Alberto Raheb Lopes Pires
38 anos
21-06-2011
3.287,08
Adjunto
João Carlos A Rego Montenegro
34 anos
21-06-2011
3.287,08
Adjunta
Cristina Maria Cerqueira Pucarinho
46 anos
23-08-2011
3.287,08
Adjunta
Paula Cristina Cordeiro Pereira
41 anos
22-08-2011
3.287,08
Adjunto
Vasco Lourenço C P Goulart Ávila
47 anos
21-11-2011
3.287,08
Adjunta
Carla Sofia Botelho Lucas
28 anos
25-01-2012
3.287,08
Técnica Especialista
Bernardo Maria S Matos Amaral
38 anos
07-09-2011
3.287,08
Técnica Especialista
Teresa Paula Vicente de Figueiredo Duarte
44 anos
21-07-2011
3.653,81
Técnica Especialista
Elsa Maria da Palma Francisco
40 anos
16-01-2012
3.653,81
Técnica Especialista
Maria Teresa Goulão de Matos Ferreira
49 anos
18-07-2012
3.653,81
Secretária pessoal
Maria Helena Conceição Santos Alves
54 anos
18-07-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Inês Rute Carvalho Araújo
46 anos
18-07-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Ana Clara S Oliveira
38 anos
13-07-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Maria de Fátima M L Hipólito Samouqueiro
47 anos
21-06-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Maria Dulce Leal Gonçalves
52 anos
01-07-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Maria M, Brak-Lamy Paiva Raposo
59 anos
13-07-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Margarida Maria A A Silva Neves Ferro
53 anos
21-06-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Maria Conceição C N Leite Pinto
51 anos
21-06-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Maria Fernanda T C Peleias de Carvalho
45 anos
01-08-2011
1.882,76
Secretária pessoal
Maria Rosa E Ramalhete Silva Bailão
58 anos
01-09-2011
1.882,76
Coordenadora
Luísa Maria Ferreira Guerreiro
48 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
Alberto do Nascimento Cabral
59 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
Ana Paula Costa Oliveira da Silva
42 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
Elisa Maria Almeida Guedes
47 anos
01-01-2012
1.500,00
téc, administrativo
Isaura Conceição A Lopes de Sousa
59 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
José Manuel Perú Éfe
60 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
Liliana de Brito
50 anos
01-01-2012
1.500,00
téc, administrativo
Maria de Lourdes Gonçalves Ferreira Alves
61 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
Maria Fernanda Esteves Ferreira
57 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
Maria Fernanda da Piedade Vieira
61 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
Maria Umbelina Gregório Fernandes Barroso
47 anos
01-01-2012
1.500,00
téc, administrativo
Zulmira Jesus G Simão Santos Velosa
47 anos
01-01-2012
1.506,20
téc, administrativo
Artur Vieira Gomes
53 anos
01-01-2012
1.600,15
téc, administrativo
Benilde Rodrigues Loureiro da Silva
58 anos
01-01-2012
975,52
Apoio Auxiliar
Fernando Manuel da Silva
68 anos
01-01-2012
975,52
Apoio Auxiliar
Francisco José Madaleno Coradinho
45 anos
01-01-2012
1.472,82
Apoio Auxiliar
Joaquim Carlos da Silva Batista
57 anos
01-01-2012
975,52
Apoio Auxiliar
José Augusto Morais
51 anos
01-01-2012
975,52
Apoio Auxiliar
Maria Lurdes da Silva Barbosa Pinto
58 anos
01-01-2012
975,52
Apoio Auxiliar
Maria de Lurdes Camilo Silva
65 anos
01-01-2012
975,52
Apoio Auxiliar
Maria Júlia R Gonçalves Ribeiro
58 anos
01-01-2012
975,52
Apoio Auxiliar
Maria Natália Figueiredo
64 anos
01-01-2012
975,52
Apoio Auxiliar
Maria Rosa de Jesus Gonçalves
58 anos
01-01-2012
975,52
Motorista
António Francisco Guerra
52 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
António Augusto Nunes Meireles
61 anos
01-01-2012
2.028,28
Motorista
António José Pereira
48 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
Arnaldo de Oliveira Ferreira
49 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
Jaime Manuel Valadas Matias
52 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
Jorge Henrique S Teixeira Cunha
52 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
Jorge Martins Morais
46 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
José Hermínio Frutuoso
53 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
Nuno Miguel R Martins Cardoso
37 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
Paulo Jorge Pinheiro da Cruz Barra
40 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
Rui Miguel Pedro da Silva Machado
42 anos
01-01-2012
1.848,53
Motorista
Vitor Manuel G Marques Ferreira
42 anos
01-01-2012
1.848,53
Total/Mês
149.486,76
Resumo
1
Chefe de Gabinete
10
Assessores
7
Adjuntos
4
Técnicos Especialistas
10
Secretárias Pessoais
1
Coordenadora
13
Técnicos Administrativos
9
Apoio Auxiliar
12
Motoristas

Verdadeiro jornalismo

O rapaz que anda a governar Portugal com um livro do seu ídolo. Já estivemos mais perto do seu tempo !!!
O repórter fotográfico Luís Carregã fez publicar na primeira página do diário As Beiras, uma foto que é uma peça de verdadeiro jornalismo.
Nela se vê que Pedro Passos Coelho anda a ler o livro “A diplomacia de Salazar”, em que Bernardo Futscher Pereira evoca a vertente externa da política de outro governante (entre a ascensão do Presidente do Conselho ao cargo, em 1932, e a adesão de Portugal à NATO, volvidos 17 anos). 
O instantâneo captado por Carregã, em Coimbra, corresponde ao que aos manuais definem como autêntica obra de fotojornalismo, na medida em que comporta informação dificilmente alcançável por outra forma. 

A foto mostra Passos Coelho no interior da sua viatura, em cujo banco traseiro sobressai “A diplomacia de Salazar”. Só espero que não venha um(a) qualquer fundamentalista da privacidade do primeiro-ministro alegar que ela foi violada pela perspicácia do repórter.

Concordo com Passos Coelho…


Já não é a primeira vez que estou de acordo com o que Passos Coelho diz, o problema é que não estou de acordo com o que está por detrás do que ele diz.

Não posso estar mais de acordo, quando Passos Coelho diz que se deve responsabilizar criminalmente os governantes que contribuíram para o estado em que o País se encontra, e acrescento, que todos aqueles que roubaram os Portugueses e que tiveram atitudes com consequências negativas para o Estado Português, tendo empurrado o Povo Português para a miséria em que se encontram, também devem ser criminalizados…

Nesta criminalização deve ser usado um Código Penal justo, e não este, que foi aprovado para descriminalizar e favorecer os interesses de meia dúzia de pessoas em detrimento de milhões.

Código Penal que teve o aval do PS, PSD e CDS; Claro que o Passos Coelho ainda por cá não andava, só o seu formador ideólogo Ângelo Correia, é que se passeava por estas bandas.

Quanto à lei que não deixa criminalizar estas situações, não há problema pois, ultrapassa-se tal como foi ultrapassado o Código de Trabalho que de constitucional tem pouco, assim como o orçamento de estado que de constitucional nada tem. Orçamento que manda roubar os Trabalhadores Portugueses, e entregar o produto do roubo aos banqueiros e amigos…

Começávamos por criminalizar o Mário Soares, que ao longo dos anos, e em coligação com os interesses da burguesia e com os interesses Americanos, vendeu o País… ou seja vendeu o Povo Português.

A seguir, e para não perdermos tempo com outros entre tantos…

Criminalizávamos o Cavaco Silva, este é que levava uma pena… Precisava de reencarnar, pelo menos, 1000 vidas para a cumprir.

Cavaco Silva vendeu-nos completamente, fartou-se de negociar fundos da União Europeia e recebeu muitos milhões para acabarmos com a nossa produção agrícola (enquanto os Espanhóis recebiam para produzir); Negociou muitos milhões para abatermos a nossa frota pesqueira; Negociou muitos milhões para fazer das construtoras portuguesas, e seus amigos, empresas muito lucrativas e os trabalhadores que comessem betão.

Privatizou por meia dúzia de tostões, empresas essenciais à sobrevivência dos trabalhadores portugueses.

Enquanto que os novos donos pagaram o seu custo em um ou dois anos, e dai para a frente é só lucro. Lucro obtido através de empresas que foram constituídas e construídas através de muito dinheiro pago por todos nós, no entanto foram vendidas a estes senhores por meia dúzia de tostões.

Agora o estado nada lucra com elas, e os trabalhadores portugueses têm piores serviços e pagam muito mais caro por estes piores serviços… enquanto meia dúzia acumulam muitos milhões de lucros à custa da miséria de outros, que são os mais necessitados.

E muitos mais haviam para serem criminalizados.

É nisto que não estou de acordo com Passos Coelho. Pois para ele, estas não são as questões de fundo.

Aliás, a sua ideologia é a verdadeira responsável pelo estado em que está o País.

O PS tem, também, grande responsabilidade na situação actual.

O PS só utiliza o SOCIALISMO no nome do partido, quanto ao resto é um grande dinamizador e implementador da política de direita.

Quanto a Passos Coelho, será que concorda com a questão de fundo no que diz respeito às atitudes que os seus amigos tiveram e têm, em beneficio próprio, e contra os Portugueses?

Porque é que ele, por exemplo, não exige que a burla cometida no BPN, e que custou milhões aos Portugueses, tenha consequências sobre os verdadeiros responsáveis dessa burla, e que ele tão bem conhece?

O montante do desvio atribuído a Oliveira e Costa, Luís Caprichoso, Francisco Sanches e Vaz Mascarenhas é algo de tão elevado, que só a sua comparação com coisas palpáveis nos pode dar uma ideia da sua grandeza.

Com 9.710.539.940,09 € (NOVE MIL SETECENTOS E DEZ MILHÕES DE EUROS…..)

Poderíamos comprar 48 aviões Airbus A380 (o maior avião comercial do mundo);

Comprar 16 plantéis de futebol iguais ao do Real Madrid;

Construir 7 TGV de Lisboa a Gaia;

Construir 5 pontes para travessia do Tejo;

Construir 3 aeroportos como o de Alcochete.

Para transportar os 9,7 MIL MILHÕES DE EUROS seriam necessárias 4.850 carrinhas de transporte de valores!

Distribuído pelos 10 milhões de portugueses, caberia a cada um cerca de 971 € !!!

Deste modo pergunto, os Dias Loureiro e os Arlindos de Carvalho deviam ser, verdadeiramente, criminalizados?

Mas não era a isto que Passos Coelho estava a referir-se… bem sei…

Pois foram estes que o fizeram chegar, ao patamar que ele chegou…

Tudo por interesse nacional…


O PS, PSD e CDS gritam, zangam-se… mas temos que dar o braço a torcer;
Estes defendem verdadeiramente o interesse nacional, e para demonstrarem isso, não entram em peixeiradas no que toca a assuntos de grande interesse e relevo para os interesses nacionais… ao contrário de outros traidores que por ai andam…

Tendo a Associação Portuguesa de Bancos admitido que os lucros referentes ao ano de 2009, resumiram-se a uma miséria superior a 5 milhões de euros por dia, e que tiveram uma tributação efectiva, elevadíssima, de 4,3 por cento. O PS, PSD e CDS não entraram na canalhice de exigirem que estes miseráveis lucros fossem tributados a uma taxa de 25 por cento, como certos traidores à pátria exigiam.
Não se entende que, estes traidores do interesse nacional, pretendam que a banca pague uma taxa de IRC como qualquer outra empresa. Sendo que os cerca de 2 429 milhões de euros, que o estado poderia receber em receita fiscal, são muito mais dignos de receber se forem pagos pelos trabalhadores, e é uma medida justa, e no interesse nacional.

Mas estes traidores não entendem quanto interesse tem para o País a realização de transacções, tal como aconteceu com a venda da participação da PT na Vivo à Telefónica; Em que os accionistas alienaram esta empresa, por interesse nacional, e só receberam pouco mais de 6 mil milhões de euros de mais-valias. Estes traidores ainda achavam que as mais-valias bolsistas, que a venda proporcionou, deviam ter sido objecto de pagamento de imposto.
O que esteve mal nesta situação foi a necessidade de terem recorrido a um paraíso fiscal na Holanda, para chegarem a Portugal sem pagarem impostos; Quando o que devia ter acontecido, e em respeito ao interesse nacional que os accionistas demonstraram, era terem-lhes ido levar o dinheiro a casa com um cartão de agradecimento.

Não contentes com estas posições, estes traidores, ainda defendem que as operações das chamadas SGPS, bem como dos privilégios dos gestores de grandes empresas, deviam ser objecto de tributação das mais-valias; Isto são ideias de loucos, agora só falta dizerem que as SGPS deviam pagar imposto sobre os imóveis que possuem… estes traidores do interesse nacional.

Se o estado precisa de mais receita, aumentem os impostos sobre os imóveis dos particulares.

Estes traidores nacionais já me enjoam, e ainda defendem a criação de um novo imposto, que taxe em 0,1 por cento todas as operações bolsistas e em 20 por cento as transferências financeiras para os paraísos fiscais, assim como, uma tributação extraordinária dos patrimónios mais elevados; Isto é um roubo…

Estes traidores deviam ser presos, pois querem por em causa o Interesse Nacional, e com isso não se brinca.

Sr. Prof. Cavaco Silva, digníssimo Presidente da República, no seguimento do interesse nacional que tem demonstrado, através do seu apoio às politicas que têm sido aplicadas e apoiadas pelo PS, PSD e CDS, ao longo destes anos todos;

Peço-lhe que tal como tem sido sua conduta, na condecoração de verdadeiros defensores do interesse nacional, podia e devia condecorar o nosso Sócrates, o nosso Passos Coelho e o nosso Paulo Portas, como grandes defensores do interesse nacional.

E não se esqueça convidar para a cerimónia um grande homem, que sempre teve em consideração o interesse nacional, o nosso Mário Soares, homem que muitos sacrifícios fez, na defesa do interesse nacional.