Império dos comentadores da TV

milionarios_pbarbosa

«O império dos comentadores onde quem manda são os políticos» foi o título de um artigo publicado em 12.05.2013, no Público, que contém alguns números estonteantes.

Para começar este: «Se aos quatro canais generalistas se juntarem os canais de informação portugueses no cabo (RTP Informação, SIC Notícias e TVI24), é possível assistir a 69 horas de comentário político por semana. O equivalente a quase três dias completos em frente à televisão.» Que ninguém se queixe de falta de interesse das televisões pela política: mais do que isto só futebol!

Dos 97 comentadores com presença semanal na televisão, 60 são actuais ou ex-políticos. Sem espanto, em termos de número de comentadores, o primeiro lugar do pódio é ocupado pelo PSD, seguido pelo PS e pelo CDS. E embora o PCP tenha mais deputados na Assembleia da República do que o Bloco, este está quantitativamente melhor representado.

Mas os números de facto impressionantes, se verdadeiros, são alguns (poucos) que são divulgados quanto à maquia que estes senhores levam para casa. E se não me suscita qualquer aplauso o facto de José Sócrates ter querido falar pro bono na RTP, considero um verdadeiro escândalo que Marcelo Rebelo de Sousa ganhe 10.000 euros / mês (mais do que 20 salários mínimos por pouco mais de meia hora por semana a dizer umas lérias), Manuela Ferreira Leite metade disso e que Marques Mendes tenha preferido passar para a SIC por esta estação ter subido a parada da TVI que só lhe propunha 7.000. Claro que estamos a falar de estações privadas, em guerras de concorrência. Mas algo de muito estranho e esquizofrénico se passa num país quando o valor de mercado destes senhores é deste calibre. Estaremos em crise, mas comentá-la compensa e recompensa – e de que maneira!

AINDA HÁ MAIS

Os programas desportivos (trio de ataque, o dia seguinte, prolongamento, contra golpe, etc ) têm comentadores que defendem interesses instalados e não fazem análises honestas e isentas.

A maioria dos comentadores estrategicamente colocados são medíocres, intelectualmente desonestos e incompetentes.

Pasme-se auferem uma média de 1250 euros por programa de uma hora, ou seja, 5000 euros por mês.

No entanto a maioria destes opinadores, diariamente, com uma leve crítica defende este sistema e de que não existe alternativa; ou fazendo-se de grandes apolíticos metem todos os partidos políticos no mesmo saco, algo que o regime democrático do capital agradece. Pois aqueles que falam, falam… protestam, protestam… não causam estragos, os estragos só podem ser feitos com organização e em prol de um ideal colectivo, sendo que os ideais individuais são óptimos para distrair.

Esta distracção é muito útil, é muito útil o povo ser induzido de ideias e fazendo destas as suas ideias, mesmo sem as questionarem “intelectualmente”, nem sequer perceberem o que está em causa. Depois o povinho pega nos dizeres dos outros, e faz seus esses dizeres… querendo demonstrarem-se muito “sabedores”, sabedoria essa que mais não é do que palavras e ideias formadas para estupeficar o povinho e para que estes continuem a estupeficar o resto do povinho.

Depois muda-se as caras, e o povinho lá vai todo contente…

Veja-se o caso da UGT que andou a vender os direitos dos trabalhadores, mas muitos achavam que não… que estavam a defender os trabalhadores (nestes casos dá jeito o rosto do capital serem trabalhadores, sim que os patrões são trabalhadores). Quando já havia “gatos” a mais e a percentagem do povinho que já estava descrente aumentava drasticamente… lá se arranja outro secretário-geral, e que só por acaso parecia que nada tinham a haver com o que se tinha passado anteriormente.

Como agora acontece com o PSD e CDS falam como se tivessem nascido agora; e que aquele que destruiu a maioria do sector produtivo de Portugal (pescas, agricultura, industria,…) nada tivesse a haver com eles.

Nisto só se safa o Presidente da República que antes de ser eleito para PR tinha acabado de ser descongelado, e nunca teve oportunidade de ver como um tal Cavaco Silva deu cabo do que tínhamos, e entregou os lucros do nosso tecido produtivo aos trabalhadores capitalistas e agiotas.

Mas isto não interessa, o que o povinho precisa é de futebol, telenovelas e muitos opinadores para que estes possam-lhes poupar a massa cinzenta, sim que ver a realidade e pensar cansa, e muito… Somos tão felizes quando não vemos.

É preciso ter muita fé, e ouvir as palavras dos Bispos… pois esses é que sabem com controlar o rebanho.

//

A dita democracia…

Muitos falam da “nossa democracia”, definem esta democracia como liberdade…
Mas esta liberdade acaba, quando começam os interesses dos planeadores e manipuladores da dita democracia.
Democracia, que democraticamente dá liberdade àqueles que têm dinheiro para pagar esta liberdade…
Liberdade a uma cama, se houver como paga-la….
Liberdade a falar, se não depender de estar calado para que lhe paguem o salário…
Liberdade, Liberdade…. Liberdade com preço definido.
Já sabemos que a Liberdade é só para alguns, para alguns que só eles podem providenciar pela criminalização de outros… Pois esses alguns por muitos crimes que cometam, são os alguns…. Imunes às consequências.
Chamar palhaço ao Presidente da República… dá direito a processo-crime.
Roubar os Portugueses, desgraçar as vidas dos Portugueses, empurrar Portugueses para o suicídio por nada terem que dar aos seus filhos…. Resumindo, matar os Portugueses fisicamente e psicologicamente não é crime?
Sra. procuradora faça o seu trabalho e providencie para que estes homicídios sejam investigados, e os culpados criminalizados….
Se V. Exa fizesse o seu trabalho, já estaríamos livres destes criminosos que estão no governo, e em S. Bento… o PS, PSD e CDS já teriam as suas portas encerradas e o povo estaria menos emburrecido.

Os VENDILHÕES

Enquanto a uns retiram os poucos direitos que custaram muito a obter, direitos adquiridos com o sacrifício de muitos trabalhadores, com a justificação de que é necessário haver a contribuição de todos, para uma crise que só alguns contribuíram para ela; Outros que são os ideólogos desta retirada de direitos acumulam privilégios em cima de privilégios, pelo pagamento de trabalharem junto com homens do capital, que anseiam cada vez mais aumentar os lucros que possuem, nem que para isso seja necessário matar milhões à fome.
A criação da UE foi mais um mecanismo para dominar os mais fracos, em prol dos mais fortes. Para isso basta arranjar uns vendidos nesses países, para venderem o pouco que os países possuem, por tostões, e em troca existem cargos na UE que são distribuídos por esses vendilhões, cargos esses que têm agregados enormes privilégios.
Estes vendilhões só têm que impulsionar politicas que venham ao encontro das politicas necessárias para o capitalismo/imperialismo continuarem com a progressão do aumento das fortunas de meia dúzia de indivíduos, através de roubo do pouco que a maioria da população mundial, ainda possui.
Já repararam que os políticos europeus, os vendilhões, estão a lutar como loucos para entrar na administração da UE?
E por quê?

Leia o que segue, pense bem e converse com os amigos.
Envie isto para os europeus que conheça!
Simplesmente, escandaloso,
Foi aprovada a aposentadoria aos 50 anos com 9.000 euros por mês para os funcionários da UE!!!. Este ano, 340 agentes partem para a reforma antecipada aos 50 anos com uma pensão de 9.000 euros por mês.
Sim, você leu correctamente!
Para facilitar a integração de novos funcionários dos novos Estados-Membros da UE (Polónia, Malta, países da Europa Oriental …), os funcionários dos países membros antigos (Bélgica, França, Alemanha ..) receberão da Europa uma prenda de ouro para se aposentar.
Porquê e quem paga isto?
Você e eu estamos a trabalhar ou trabalhámos para uma pensão de miséria, enquanto que aqueles que votam as leis se atribuem presentes de ouro.
A diferença tornou-se muito grande entre o povo e os “Deuses do Olimpo!”
Devemos reagir por todos os meios começando por divulgar esta mensagem para todos os europeus.
É uma verdadeira Mafia a destes Altos Funcionários da União Europeia ….
Os tecnocratas europeus usufruem de verdadeiras reformas de nababos …
Mesmo os deputados nacionais que, no entanto, beneficiam do “Rolls” dos regimes especiais, não recebem um terço daquilo que eles embolsam.
Vejamos!Giovanni Buttarelli, que ocupa o cargo de Supervisor Adjunto da Protecção de Dados, adquire depois de apenas 1 ano e 11 meses de serviço (em Novembro 2010), uma reforma de 1 515 € / mês.O equivalente daquilo que recebe em média, um assalariado francês do sector privado após uma carreira completa (40 anos)..
O seu colega, Peter Hustinx, acaba de ver o seu contrato de cinco anos renovado. Após 10 anos, ele terá direito a cerca de € 9 000 de pensão por mês.
É simples, ninguém lhes pede contas e eles decidiram aproveitar ao máximo. É como se, para a sua reforma, lhes fosse passado um cheque em branco.
Além disso, muitos outros tecnocratas gozam desse privilégio:
1.Roger Grass, Secretário do Tribunal Europeu de Justiça, receberá € 12 500 por mês de pensão.
2.Pernilla Lindh, o juiz do Tribunal de Primeira Instância, € 12 900 por mês.
3.Damaso Ruiz-Jarabo Colomer, advogado-geral, 14 000 € / mês.

Consulte a lista em:
http://www.kdomailing.com/redirect.asp?numlien=1276&numnews=1356&numabonne=62286
Para eles, é o jackpot. No cargo desde meados dos anos 1990, têm a certeza de validar uma carreira completa e, portanto, de obter o máximo: 70% do último salário. É difícil de acreditar… Não só as suas pensões que atingem os limites, mas basta-lhes apenas 15 anos e meio para validar uma carreira completa, enquanto para você, como para mim, é preciso matar-se com trabalho durante 40 anos, e em breve 41 anos.
Confrontados com o colapso dos nossos sistemas de pensões, os tecnocratas de Bruxelas recomendam o alongamento das carreiras: 37,5 anos, 40 anos, 41 anos (em 2012), 42 anos (em 2020), etc. Mas para eles, não há problema, a taxa plena é 15,5 anos… De quem estamos falando?
Originalmente, estas reformas de nababos eram reservadas para os membros da Comissão Europeia e, ao longo dos anos, têm também sido concedida a outros funcionários. Agora eles já são um exército inteiro a beneficiar delas:: juízes, magistrados, secretários, supervisores, mediadores, etc.
Mas o pior, ainda, neste caso, é que eles nem sequer descontam para a sua grande reforma. Nem um cêntimo de euro, tudo é à custa do contribuinte…
Nós, contribuímos toda a nossa vida e, ao menor atraso no pagamento, é a sanção: avisos, multas, etc.
Sem a mínima piedade. Eles, isentaram-se totalmente disso. Parece que se está a delirar!

Esteja ciente, que até mesmo os juízes do Tribunal de Contas Europeu que, portanto, é suposto « verificarem se as despesas da UE são legais, feitas pelo menor custo e para o fim a que são destinadas », beneficiam do sistema e não pagam as quotas.
E que dizer de todos os tecnocratas que não perdem nenhuma oportunidade de armarem em «gendarmes de Bruxelas» e continuam a dar lições de ortodoxia fiscal, quando têm ambas as mãos, até os cotovelos, no poteda compota?

Numa altura em que o futuro das nossas pensões está seriamente comprometido pela violência da crise económica e da brutalidade do choque demográfico, os funcionários europeus beneficiam, à nossa custa, da pensão de 12 500 a 14 000 € / mês após somente 15 anos de carreira, mesmo sem pagarem quotizações…É uma pura provocação!
O meu objectivo é alertar todos os cidadãos dos Estados-Membros da União Europeia. Juntos, podemos criar uma verdadeira onda de pressão.
Não há dúvida de que os tecnocratas europeus continuam a gozar à nossa custa e com total impunidade, essas pensões. Nós temos que levá-los a colocar os pés na terra.

«Sauvegarde Retraites» realizou um estudo rigoroso e muito documentado que prova por “A + B” a dimensão do escândalo.Já foi aproveitado pelos mídia.
http://www.lepoint.fr/actualites-economie/2009-05-19/revelations-les-retraites-en-or-des-hauts-fonctionnaires-europeens/916/0/344867
Mas para lutar contra este sistema, não podemos lutar alheando-nos do mesmo, é preciso usar-mos o pouco que possuímos, como é o voto, para elegermos quem possa lutar para mudar o que está muito mal.
O voto deve ser exercido para isso mesmo, para mudar o Pais e o Mundo, e tornarmos este mundo um mundo mais justo… não podemos andar a sobreviver para fazer dos ricos, mais ricos, à custas da pobreza dos outros…

Não, não sou invejoso…

Fico triste ver o povo português eleger pessoas que em nada contribuem para o desenvolvimento, sustentado, de Portugal…
Fico triste ver o povo português a votar em partidos que têm contribuído, ao longo destes trinta anos, para aprofundar a miséria em que vive o povo português…
Fico triste ouvir o povo a dizer “estes políticos são uns vigaristas…”, em vez de dizer que determinados partidos só têm políticos vigaristas…
Fico triste ouvir o povo dizer “isto é uma vergonha, estamos num pais governado por vigaristas… mas eu não votei neles, aliás não votei em ninguém…
(como se o não exercício do dever de votar, fosse benéfico para o pais… enquanto na verdade é benéfico para quem ganha, fazendo com que o sistema mantenha-se em prol de quem mais possui)
Fico triste ouvir que não vale a pena votar, pois o voto não muda nada
Se os trabalhadores votassem em quem defende, verdadeiramente, os seus direito… em vez de votarem naqueles que a comunicação social dá mais “tempo de antena”, em vez de votarem naqueles porque gostam de votar em quem ganha – como se de um clube tratasse -; Isto mudava, pois os trabalhadores que são prejudicados nos seus direitos e NO SEU DIREITO DE VIVER são mais de 90% dos cidadãos, logo deveria ganhar quem verdadeiramente pensa e trabalha em prol destes.
Fico triste ver os “capitalistas” andarem a dizer que isto está mal porque têm menos LUCROS, não é devido a terem prejuízos, enquanto isso muitos trabalhadores, com trabalho passam fome.
Fico triste ver os trabalhadores votarem naqueles que só pensam em lucrar com a pobreza dos outros e que a fim de manterem o poder, tudo fazem… mesmo que seja escandaloso.
A VERGONHA É ALGO QUE, TAMBÉM, DEIXOU DE HAVER se houvesse, pelo menos vergonha, não haveriam nomeações destas, que servem para proteger? quem? O quê?

Ver publicação no Diário da República

Somos os maiores…

É nestas coisa que vemos como Portugal está muito à frente de qualquer pais “civilizado”, não fossemos ao longo de mais 30 anos governados por verdadeiros digníssimos xuxas, compadres e socratinos… tudo em nome da construção de um pais que acolhe e protege quem mais necessita, no seu dia-a-dia; Protegendo aqueles que precisam de muitos euros para manterem a politica bolsista activa, a fim de não deixarem o valor das acções descerem, assim como de nacionalizarem o prejuízo originado pela especulação bolsista; Proteger e aumentar as contas bancárias de quem pode e deve ter ainda mais, criando condições económicas e legislativas para que a exploração de quem trabalha seja ainda mais facilitada, só assim é que não é desviado qualquer cêntimo dos lucros, em benefício de quem trabalha e que produz o lucro que enche o bolso destes senhores; E caso de prejuízo o estado paga…

Pois é nós temos os buracos originais, enquanto outros precisam de produzir artificiais, o nosso desenvolvimento é enorme…

Obrigado a todos os que ao longo destes anos têm contribuído para a eleição destes senhores que desenvolveram imenso o nosso Pais, tornando-o o pais da escravatura moderna.