DESIMINADORES DOUTRINARIOS, CAMUFLADOS DE ANTIVIRUS

Chegam-se as eleições autárquicas e aparecem os grandes defensores do individualismo. Tipo, é trabalhador, muito serio,… como se essa pessoa não representasse um colectivo, ideologicamente e de costumes.

Se determinado individuo se candidata por determinado partido, que historicamente:

  • – Poupa na cultura, ou seja, poupa no desenvolvimento intelectual da população;
  • – Poupa na disponibilização de actividades para a população, fechando piscinas municipais, desinvestindo nas bibliotecas públicas e espaços de lazer;
  • – Poupa na manutenção e investimento de espaços verdes e de convívio.

Vejam, por exemplo, o caso do Município de Lisboa… Santana Lopes, PSD, fechou todas as piscinas municipais e diminuiu, drasticamente, o apoio às associações e colectividades… o António Costa, PS, manteve esta situação.

Como é que alguém, com pensamento diferente pode candidatar-se por um partido, que segue este tipo de políticas?

Só se pactuar com as mesmas… se pactua com as mesmas, como é que não as vai implementar se for eleito?

Claro que vai, pois é uma doutrina que está dentro de si, acreditando nela…

A cobardia, é não a demonstrar no período eleitoral.

Se demonstrasse e fosse eleito, era porque a população tinha abdicado do direito a viver num espaço aberto e com condições de se desenvolver fisicamente, psicologicamente e intelectualmente.

Se propõem-se a ser eleitos por um partido que faz alianças constantes com os construtores e em troca de apoio, libertam o concelho para ser povoado de betão. Logicamente que esse candidato se for eleito não vai desinfestar o seu sistema, sobre o qual está alicerçado o seu partido.

O PS, PSD e CDS defendem a privatização de tudo e mais alguma coisa, inclusive a água… um bem da humanidade. Alguém acredita que os candidatos destes partidos vão defender o contrário? Claro que não…

Os candidatos destes partidos são é uns vendedores da banha da cobra.

Como é que podem defender e querer o bem da população, quando a sua doutrina é entregar o lucro aos privados.

Quem paga esse lucro, são as populações… com o aumento das tarifas, e diminuição dos seus direitos.

E depois vem a memória histórica, que quer apagar…. E fazer os outros de parvos.

Ainda no outro dia um PS dizia que a água no concelho de Setúbal era caríssima, e que os comunistas eram… bla… bla…

Este PS esqueceu-se de referir que a entrega da exploração da agua a privados, no concelho de Setúbal, foram implementados quando o PS lá esteve e que os contratos estão blindados a qualquer rescisão.

Só os contratos com os trabalhadores é que podem ser rasgados. Os contratos com a banca, construtoras e entidades privadas são elaborados, juridicamente, de forma a não serem rescindidos e no caso de rescindirem têm que pagar quantias exorbitantes.

A memória histórica, em Setúbal, também diz que quando o PS esteve na Câmara deixou o Concelho porco, falido e endividado para muitos largos anos.

A memória histórica, também, lembra como é que o PS ganhou a Camara de Loures e Amadora… foi com o financiamento das construtoras. Após ganharem, deixaram construir, construir… fazendo dos concelhos um cemitério de betão.

Depois existe a porcalhota intelectual…

Ainda no outro dia, passei por um cartaz do candidato, do PSD, à Camara da Amadora… no qual dizia “comparticipação dos medicamentos, já”.

Um candidato de um partido, que está no governo, que acabou com a comparticipação de tudo e mais alguma coisa, nomeadamente os medicamentos para os diabéticos e outra doenças que eram/deviam ser totalmente comparticipadas pelo estado, faz disto uma bandeira… que nunca irá concretizar, nem tem meios – Camarários – para tal.

Enfim…. defendam, mas sejam sérios e assumam que é isso que querem. Não enganem as pessoas.

Quanto aos apoiantes destes, tenham vergonha… e assumam-se, deixe-se de dizer mal por dizer.

Conheço muitos PS`s, PSD`s e CDS`s que roubaram, enganaram… e voltaram a roubar. Falo de algo que foi provado judicialmente.

Por isso antes de dizerem mal dos candidatos da CDU, reúnam provas e apresentem no ministério público…

Senão as têm, e mais não fazem do que papaguear o que algum papagaio já papagueou … calem-se, pois se já abdicaram dos valores humanos e sérios, pelo menos conservem alguma moralidade intelectual.

18-03-2009-3

390116_452448414790831_264592000_n

15571239_JEq0L

copia-5-de-28-mar-09-fotografia2-3

ferreiratorres

Image27

img_642x416$2013_06_21_11_39_11_202668

outdoor_psd_6

PauloCarreiro

pobaldef2073_br

sa

susana-amador-odivelas-2009-009

Anúncios

UM POUCO DE HISTÓRIA

Guilherme Antunes

Este prédio, bem como outros, pertenciam a um homem abastado e comerciante muito conhecido em Cascais, de seu nome Joaquim Francisco Carneiro. Após o 25 de Abril declarou-se grande amigo do PCP. De imediato, colocou todo o edifício à disposição do Partido (com excepção do rés-do-chão), o que motivou uma guerra familiar que ficou famosa em Cascais. Toda a sua família, meus vizinhos à altura, era gente anti-comunista e no caso de um genro, um apologista do fascismo acabado de derrubar.
Valente, corajoso, digno e, principalmente, o DONO de tudo aquilo, manteve a sua honrada palavra e mais tarde, havia de avançar decidido, criando condições legais para lá nos mantermos e depois como seus legítimos proprietários. Sobre a parte final da sua vida, sequestrado em casa quanto a contactos com os pérfidos enviados do demo (o PCP naturalmente), nem uma palavra. Por decoro e respeito profundo pelo senhor Carneiro não continuarei a contar o resto (que para aqui também não interessa nada).
A família e a direita do burgo, jamais engoliram o “ultraje” do gesto e a visibilidade que permite ao PCP mostrar-se numa zona ímpar de Cascais.
Chegados aqui, com esta espinha entalada na garganta, jamais, no entanto, alguém do PSD tinha tido o descaramento vil de confrontação tão ESTÚPIDA, de que veremos os eventuais resultados negativos e perigosos, que daí advirão. São previsíveis toda a espécie de provocações, “bocas às centenas” dos putos jotas, perigosidade de eventuais atentados ao património do PCP, aos automóveis dos seus militantes, etc, etc.
Ficaremos particularmente ATENTOS à eventual complacência da polícia com o parqueamento pago desta gente. Vamos perceber se a gana perseguidora anual contra o “mau” estacionamento, assim considerado por parte de uma polícia municipal que parece não ter mais nada que fazer do que andar a encher os bolsos da má gestão desta presidência não eleita. Veremos como Carlos Carreiras, o autor desumano desta caça à multa que envergonha qualquer pessoa que tenha um pingo do que, manifestamente, lhe falta, se vai posicionar para daí tirar a vantagenzinha do costume.
CLARAMENTE denuncio que será Carlos Carreiras o responsável por qualquer anomalia que possa pôr em perigo o que quer que seja, no que respeita ao direito, ainda, inalienável, embora no limite do assalto anti-constitucional laranja, da vida humana.