Alguém vai voltar a acreditar?

Se o pior aconteceu…

pior emprego
pior justiça
pior educação
pior corrupção
pior repressão
pior desertificação
pior saúde
pior tráfico de influências
pior segurança
pior estabilidade
pior economia

…e não corrigimos o nosso engano, é o mesmo que repetir nossos erros!

Alguém vai voltar a acreditar?



Em 2005…
“… objectivo recuperar 150.000 empregos …”



Em 2009, volta a prometer:
«Como primeira medida do programa eleitoral do PS, José Sócrates destacou o apoio “à integração profissional de 25 mil desempregados que não têm ainda acesso ao subsídio de desemprego”.
Outra aposta do programa será impedir que as pessoas com incapacidade total, devido a deficiências, possuam um rendimento abaixo do limiar da pobreza. “Uma pessoa com deficiência nestas condições não poderá ficar abaixo do limiar da pobreza”, sublinhou Sócrates, tendo ao seu lado durante a conferência de imprensa António Vitorino, que coordenou o programa eleitoral.
( Programa Eleitoral do PS, em 2009)

MAS…
Deficientes com IRS mais agravado
Rendimentos mais baixos vão pagar o dobro de imposto.
Os impostos sobre os salários e rendimentos dos contribuintes solteiros ou casados vão aumentar em 2008. Mas pior estão os contribuintes deficientes de mais baixos rendimentos: passam a pagar o dobro dos impostos, de acordo com um estudo efectuado pela consultora BDO, com base no Orçamento de Estado para 2008.
Diário de Notícias – 14 Outubro 2007

Uma professora de Regedoura (Ovar), a quem foi retirada parte da língua devido a um cancro, também viu negada a reforma por invalidez.
31.01.2008 – 09h19 Lusa


Isabel Soares, de 57 anos, professora de educação visual na EB 2,3 e Secundária de Caminha e com mais de 30 anos de serviço, está de baixa desde 2001, quando lhe foi diagnosticado um cancro. Já foi a duas juntas médicas, uma em Viana do Castelo e outra no Porto, mas de ambas as vezes foi-lhe recusada a reforma completa.
Reforma negada a doente crónica
JN – 2007-07-19

Maria da Conceição Ferrão, de 57 anos, é a protagonista do mais recente caso de uma professora com cancro a quem a Caixa Geral de Aposentações (CGA) negou a reforma antecipada.
A docente de Português e História da Escola EB 2/3 Dr. João de Barros, na Figueira da Foz, tem um cancro no cólon. A doença foi-lhe diagnosticada em 1999. Em Outubro desse ano foi operada e, dada a complexidade da operação – ficando mesmo sem parte do intestino -, hoje não controla as funções intestinais (…)

Um cidadão que veja negado o seu pedido de reforma antecipada devido a doença por uma junta médica de recurso terá de pagar uma taxa de 25 euros, segundo uma portaria publicada em Diário da República. 
Portugal Diário – 30-01-2008 – 16:08h

Está para nascer alguém mais mentiroso do que tu!
Votar em Sócrates, que só por si já era mau, é votar também na mudança, para que tudo fique na mesma! Ora veja…

Candidatos a deputados:

José Sócrates, actual Primeiro_ministro
Fernando Serrasqueiro, secretário de Estado
Inês de Medeiros, actriz
Miguel Vale de Almeida, do Movimento de Lésbicas e Gays
Hortense Martins, actual deputada
Valter Lemos, secretário de Estado da Educação
Maria de Belém (Aveiro)
Luís Pia Ameixa (Beja)
António José Seguro (Braga)
Mota Andrade (Bragança)
Ana Jorge (Coimbra, actual Ministra da Saúde)
Jaime Gama (Lisboa, Presidente da Assembleia da República)
João Soares (Faro)
Miranda Calha (Portalegre)
Alberto Martins (Porto)
Jorge Lacão (Santarém)
Vieira da Silva (Setúbal, Ministro da Segurança Social)
Rosalina Martins (Viana do Castelo)
Pedro Silva Pereira (Vila Real, Ministro da Presidência)
José Junqueiro (Viseu)
Carlos Zorrinho (Évora)
Francisco Assis (Guarda)
Luís Amado (Leiria)
Ricardo Rodrigues (Açores)
Bernardo Trindade (Madeira)
Vera Jardim ( Lisboa)
Alberto Costa ( Lisboa)

«Ser deputado não é uma es
cravatura», diz Almeida Santos
A polémica da falta dos deputados continua a gerar reacções. Agora é o histórico do Partido Socialista, Almeida Santos, que defende os faltosos e até sugere que não haja votações à sexta-feira.

«Quanto às justificações para as faltas, é verdade que a sexta-feira é, em si própria uma justificação, porque é véspera de fim-de-semana. Eu compreendo isso. Talvez esteja errado que as votações sejam à sexta-feira. Não julguemos também que ser deputado é uma escravatura, porque não é, nem pode ser. É preciso é arranjar horas para a votação que não sejam as horas em que normalmente seja mais difícil e mais penoso estar na Assembleia da República», frisou.
Portugal Diário – 13-12-2008 – 20:30h
Será que também teremos justificação se formos de fim-de-sema
na à quinta-feira?

Economia Portuguesa estagnada, mas uma actriz na Assembleia da República vai, com certeza, ajudar ao teatro e enriquecer o país! 
Inês de Medeiros e Miguel Vale de Almeida vão integrar a lista de candidatos do PS pelo círculo de Lisboa em lugares elegíveis!
CM – 02 Maio 2009 – 00h30

Casa Pia: Presidente da Assembleia acusou João A. de difamação
Jaime Gama perde processo
O presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, voltou a perder no processo em que acusa um casapiano de difamação e injúrias por o ter implicado no caso de pedofilia da Casa Pia. Resta agora a Jaime Gama a possibilidade de recurso para o Supremo Tribunal de Justiça.

A DECISÃO DO TRIBUNAL DA RELAÇÃO DE LISBOA MANTEVE A ANTERIOR SENTENÇA DO TRIBUNAL CRIMINAL DE LISBOA QUE ABSOLVEU AQUELE QUE É CONHECIDO POR JOÃO A., UMA DAS PRINCIPAIS TESTEMUNHAS DO PROCESSO CASA PIA. (…)


Lusa Paulo Pedroso chegou a ser arguido no processo Casa Pia
31 Março 2009 – 00h30
Casa Pia: Tribunal da Relação indefere recurso
Pedroso perde contra vítimas
Paulo Pedroso não fez prova de que as vítimas que o envolveram no processo Casa Pia mentiram. Este foi o entendimento do Tribunal da Relação de Lisboa que indeferiu um recurso do socialista que visava levar a julgamento, por denúncia caluniosa e difamação, Carlos Silvino e os seis jovens que referiram o seu nome no escândalo de pedofilia.
(…)

Dia 27 de Setembro irás perceber que o POVO é quem mais ordena!
Primeiro-ministro de Portugal desde 12 de Março de 2005 até 27 de Setembro de 2009.
Secretário-geral do Partido de Sócrates, ex Partido Socialista, desde Setembro de 2004 até 27 de Setembro de 2009.

Um comentário a “Alguém vai voltar a acreditar?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s